Cityshare

Metodologia

A maioria das atividades de capacitação presencial organizadas pelo CIFAL utilizam total ou parcialmente uma metodologia avançada de gerenciamento de conhecimento desenvolvida pelo UNITAR, denominada "CityShare". A metodologia visa ampliar o aprendizado dos participantes e gerar resultados concretos das trocas de experiências entre as cidades como ativos de conhecimento e planos de ação desenvolvidos por representantes de cada localidade.

O CityShare é composto por diversas etapas, sendo as principais delas:

  1. Auto-avaliação - Etapa onde os participantes avaliam o seu conhecimento sobre ações e estratégias de sua localidade no tópico trabalhado. O objetivo é identificar pontos fortes e fracos nas práticas atuais das cidades e colocar em evidência quem pode compartilhar e quem precisa aprender na troca de conhecimento;
  2. Auxílio dos pares - Trabalho em grupo com o objetivo de extrair melhores práticas e recomendações das cidades e regiões representadas;
  3. Ativos de conhecimento - Trabalho em equipe para capturar claramente o conhecimento das práticas e experiências levantadas na etapa anterior para que possa ser usado por todos os participantes;
  4. Feira do conhecimento - Trabalho interativo que visa casar ofertas de boas práticas e pedidos de aprendizado bem como identificar potenciais cooperações entre cidades e regiões;
  5. Plano de ação - Etapa de trabalho individual onde os representantes de cada localidade consolidam as informações das etapas anteriores, priorizam as necessidades de conhecimento e apresentam parceiros para futuras colaborações;
  6. Avaliação e Acompanhamento - Etapa final onde os participantes avaliam o workshop de capacitação e provêm sugestões para futuros eventos. O CIFAL utiliza as informações coletadas para aprimorar suas práticas e alimentar a rede de recursos gerada através dos eventos de capacitação. O centro também monitora os planos de ação e as parcerias formadas através das capacitações.

Cada workshop aborda um tema específico dentro das três linhas programáticas do centro: saneamento, eficiência energética e energias renováveis e mobilidade urbana e logística. Nos programas dos workshops do CIFAL, questões relevantes sobre esses temas são discutidas  através de uma combinação de apresentações de especialistas com abordagens interativas baseadas em metodologias como o CityShare, bem como visitas técnicas. Esta abordagem cria um ambiente propício ao aprendizado e encoraja a cooperação entre os participantes.

Objetivos dos Workshops realizados pelo CIFAL:

  • Avaliar níveis atuais de competências existentes em cada cidade;
  • Compartilhar experiências, conhecimentos, habilidades e idéias inovadoras, com participantes e pares;
  • Aprender com especialistas com palestras e debates;
  • Ver e experimentar melhores práticas em visitas a campo;
  • Encontrar parceiros para a cooperação futura entre cidades.

Objetivos de Aprendizado

O CIFAL estabelece para todos os eventos de capacitação desenvolvidos dois ou mais níveis de objetivos de aprendizado, que servem para instituir claramente os resultados esperados. Estes objetivos informam, sob a perspectiva do beneficiário, o que ele será capaz de fazer após o treinamento, expressando como meta a melhoria das competências, o que irá melhorar o desempenho do trabalho. As principais características dos objetivos de aprendizado são:

  • Eles determinam as mudanças de comportamento que irão ocorrer, definindo as metas que deverão ser alcançadas até ao final do treinamento.
  • Eles permitem aos beneficiários uma compreensão clara do que se espera conhecer ou ser capaz de fazer quando o curso for concluído.
  • Devem ser mensuráveis e verificáveis, mesmo quando a formação tem foco em temas ligados a atitudes.
  • Eles são a base do conteúdo do programa e do procedimentos de qualquer atividade de avaliação. Para cada objetivo de aprendizado definido há um exercício de avaliação ou atividade que deve ser concebido no intuito de avaliar a extensão de aprendizagem dos beneficiários e o que eles precisavam conhecer ou serem capazes de fazer.
  • Eles orientam a decisão sobre o tipo de medição que devem ser implementados: análise, simulação, checklist, questionário, apresentação, demonstração, dramatização, atividades monitoradas, etc. A decisão sobre o tipo de medição a utilizar varia de acordo com o tipo de aprendizagem a serem adquiridos.

Os objetivos de aprendizado devem ter sempre os seguintes elementos:  

  1. Desempenho: descrição do que o beneficiário será capaz de fazer como resultado da formação, por meio de expressões com verbos de ação;
  2. Condições: são as circunstâncias sob as quais devem ser alinhadas com o desempenho do mundo real (por exemplo, dramatização, simulação, usando meios de trabalho, sendo observado);
  3. Padrões: são a base para a avaliação do programa pelos beneficiários, com a qual é possível descrever o quão bem ele vai ser chamado a desempenhar cada objetivo.

 

Centro Internacional de Formação de Atores Locais - CIFAL Curitiba
Av. Comendador Franco, 1341, Curitiba - PR, Brasil - Telefone: +55 41 3271 7409

PARCEIRO ESTRATÉGICO