18/11/2013 - 19/11/2013

Rede de Universidades para Segurança Viária é lançada em Buenos Aires

CIFAL reúne em Buenos Aires a I Assembleia da Rede Latino-americana de Universidades para a Segurança Viária

O CIFAL Curitiba/UNITAR reuniu, nos dias 18 e 19 de novembro, na sede da Reitoria da Universidade Tecnológica Nacional em Buenos Aires, a Primeira Assembleia da Rede Latinoamericana de Universidades para a Segurança Viária com especialistas  em segurança viária da Argentina, México, Costa Rica, Brasil, Colômbia e Chile. O evento marca o lançamento da Rede Latinoamericana de Universidades para a Segurança Viária, que se constitui na primeira rede para facilitar o intercâmbio de conhecimento e promover a pesquisa e a capacitação em Segurança Viária na América Latina.

A Segurança Viária, que representa os temas relacionados tanto à segurança no trânsito quanto nas rodovias, é um tema de preocupação mundial que vem ganhando a atenção de governos do mundo todo, principalmente ao proclamarem, em 2010, a Década de Ação para a Segurança Viária (2011-2020). Lançada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização das Nações Unidas (ONU), a Década tem como objetivo estabilizar e depois reduzir a tendência de aumento das mortes causadas por acidentes de trânsito e o propósito de contribuir para diminuir em 50% o número de mortes por sinistros de trânsito urbano e nas rodovias, número que salvaria 5 milhões de vidas em 10 anos.

A iniciativa de criação da Rede surgiu do CIFAL Curitiba, afiliado ao UNITAR, com o apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) que, juntos, realizaram o “Primeiro Concurso de Estudos de Caso em Segurança Viária para o âmbito universitário na América Latina e Caribe”, para promover os processos acadêmicos de criação, melhoria e aprofundamento do conhecimento em segurança viária, como o primeiro passo para composição da Rede Latinoamericana de Universidades para a Segurança Viária orientada para criar consciência, fomentar o uso de novas tecnologias e pesquisas, assim como promover a geração de propostas advindas do setor acadêmico universitário para melhorar a cultura, os instrumentos de controle e infraestrutura em Segurança Viária na região.

A ocasião da Assembleia de Buenos Aires foi o momento escolhido para criar a rede e premiar os pesquisadores finalistas do Concurso: a pesquisadora Denise Chagas, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul com o estudo “Ferramentas para reconhecimento de fatores causais de acidentes de trânsito”; o professor colombiano Juan Guillermo Villegas Ramírez, da Universidade de Antioquia com o estudo:  “Modelos de localización para el mejoramiento de la atención pre-hospitalaria de accidentes de tránsito en Medellín” e a pesquisadora Ana Paula Camargo Larocca, da Universidade de São Paulo (USP) com o estudo: “Uso de Simulador de Direção Realístico no apoio aos Estudos sobre Segurança em Rodovias”. A premiação contou com a presença do representante do BID Argentina, Juan Manuel Salvatierra, Especialista em Transporte da Representação na Argentina; de Diego Cosentino, Gerente para a região da Federação Internacional de Automóveis (FIA) do Chile; de Luciano Centeno do Observatório Iberoamericano de Segurança Viária (OISEVI); a Líder de Relações com o Governo e Novos Projetos da empresa 3M Argentina e Uruguai, Paola Diegues e o animador da Rede, professor Juan Emilio Rodriguez Perrotat, da Universidade Tecnológica Nacional (UTN), da Argentina.

clique para ampliar>clique para ampliarAbertura do evento contou com representantes universidades de 6 países da América Latina, organismos internacionais e empresa. (Foto: CIFAL)

 

Os trabalhos  ganhadores foram escolhidos por um corpo de especialistas selecionados em segurança viária na América Latina e serão publicados como Nota Técnica do BID, uma deferência do Banco a estudos de alto impacto. Os resultados do Concurso confirmaram o excelente nível dos estudos e afirmaram a capacidade das universidades da região em desenvolver a pesquisa e propostas de formação na temática da segurança viária, tanto no que se refere ao impacto positivo sobre as comunidades beneficiárias quanto à viabilidade de transferencia e aplicação da metodología a outras localidades em contextos similares.

Durante a abertura da Assembleia Juan Manuel Salvatierra (BID) chamou a atenção para o fato que se perde parte de uma geração de pessoas em acidentes de trânsito todos os anos no mundo de 15 a 99 anos e que parte dessas pessoas estão em idade produtiva entre os 20 e 45 anos. Ele comentou que se perde de 1% a 3% por ano do PIB mundial em acidentes de trânsito, o que corresponde a USD 5 Bilhões.

Ele explicou que apoiar iniciativas de pesquisa é importante porque é uma forma do Banco garantir que seja feito o que os países necessitam e que fundos dos países latino-americanos contribuam com a melhoria do desenvolvimento da região já que 50% dos acionistas do BID estão localizados na América Latina. Para ele o Banco aporta não apenas fundos, mas também conhecimento e que a sociedade necessita das universidades para a melhoria institucional e da governança em assuntos de interesse global pois são as universidades que canalizam o conhecimento para o futuro. Ele acredita que a Rede de Universidades pode ajudar a que todos os setores possam jogar o mesmo jogo.

Para  Paola Diegues, da 3M, o setor privado também deve estar presente na Rede como o espaço onde são geradas novas tecnologias e instrumentos inovadores de apoio à segurança viária e com o papel de aportar tecnología para que a Rede possa avaliá-las com o intuito de transformá-las em boas práticas, em sinergia com o setor público, organismos multilaterais e as universidades.

clique para ampliar>clique para ampliarLançamento da Rede Latinoamericana de Universidades para a Segurança Viária. (Foto: CIFAL)

A agenda do primeiro dia foi dedicada ao lançamento oficial da Rede e à apresentação dos estudos finalistas do Concurso às universidades presentes e aos parceiros da Rede, assim como de três outros trabalhos selecionados para participarem do evento. A representante da Universidade da Costa Rica, Diana Romero, falou sobre o Laboratório Nacional de Materiais da Unidade de Transporte da Universidade da Costa Rica, credenciada pelo Governo do País por meio de uma lei para prestar serviços de auditoria técnicas em segurança viária para todo o país. Desde 2001 a Unidade realizou 50 projetos de pesquisa, 145 atividades de capacitação, 20 convênios municipais e 70 estudos de alto impacto. A universidade criou uma unidade de segurança viária que define especificações e manuais, avaliação em sinalização, auditorias e pesquisa aplicada, além de laboratório de segurança viária para testes de materiais de demarcação horizontal e materiais relacionados. Armando Martinez Santiago da Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM) mostrou o histórico de sua experiência em estudos de georeferenciamento e estudos espaciais de acidentes de trânsito, diversos estudos realizados pela Universidade como o Atlas da Segurança Viária do México, a criação do Sistema Nacional de Informação Geográfica para a Prevenção de Acidentes de Trânsito. A Universidade Aberta Iberoamericana da Argentina apresentou o Programa de Avaliação de Comportamento em Trânsito e Segurança Viária do Centro de Altos Estudos em Ciências Sociais.

A Universidade Tecnológica Nacional (UTN), que sediou o evento, também apresentou a sua expertise de muitos anos de experiência em engenharia da segurança viária; capacitação docente; carreira de técnico superior em segurança viária; cursos de atualização e de auditoria. A universidade prepara um mestrado multidisciplinar no tema com o objetivo de consolidar a integração com pesquisadores de outras universidades na Argentina, além de profissionais de nível estratégico governamentais e não governamentais para promover uma visão regional abrangente sobre segurança viária para a região.

No segundo dia, os participantes puderam contribuir com sugestões ao texto prévio de criação da Rede e de seu funcionamento organizado na forma de um estatuto e um formulário de adesão que será oferecido a universidades, organizações internacionais, fundações, empresas e ONGs, conformando uma aliança multidisciplinar para a Segurança Viária na América Latina.

Ao final desse trabalho os participantes foram recebidos nas instalações do recém  inaugurado Centro de Inovação da 3M Argentina, para uma visita técnica aos laboratórios de inovação e para assistir a apresentação sobre “O Fator Humano nos Acidentes de Trânsito” do Bernardo Schiffrin, Gerente Regional para a Divisão de Soluções para  Segurança Viária para a América Latina. Os laboratórios do Centro de Inovação mostram como o processo de inovação da empresa funciona: ele é constituído por mais de 40 plataformas tecnológicas que combinadas geram novos produtos inovadores. Toda essa flexibilidade e diversificação resultaram em mais de 50.000 produtos diferentes espalhados pelo mundo.

 

clique para ampliar>clique para ampliarVisita ao Centro de Inovação da 3M Argentina. (Foto: CIFAL)

 O próximo passo da Rede Latinoamericana de Universidades para a Segurança Viária será criar suas rotinas e um cronograma de atividades com as universidades e organizações fundadoras. De acordo com o Professor Juan Emilio Rodriguez Perrotat, a Rede irá fortalecer e ampliar o diálogo, a formação e a pesquisa em segurança viária tendo com o propósito revelar e reconhecer trabalhos pioneiros na área, além de mobilizar a comunidade acadêmica neste que é o desafio das universidades: sensibilizar futuros profissionais ao tema da segurança viária. Ele acredita que com o apoio do BID, empresas como 3M e instituições comprometidas com o tema como a FIA e OISEVI, a primeira Rede de Universidades atrairá a parceria com outras instituições e a entrada de muitas outras universidades da região.

 

 

Deixe seu comentário





Site Seu blog ou página pessoal


1. Os sites do Sistema Fiep incentivam a prática do debate responsável. São abertos a todo tipo de opinião. Mas não aceitam ofensas. Serão deletados comentários contendo insulto, difamação ou manifestações de ódio e preconceito;
2. São um espaço para troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua. Não serão tolerados ataques pessoais, ameaças, exposição da privacidade alheia, perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento;
3. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado; informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos;
4. Defendemos discussões transparentes, mas os sites do Sistema Fiep não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza. e
5. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.

 Aceito receber comunicação da Fiep e seus parceiros por e-mail
 

Centro Internacional de Formação de Atores Locais - CIFAL Curitiba
Av. Comendador Franco, 1341, Curitiba - PR, Brasil - Telefone: +55 41 3271 7409

PARCEIRO ESTRATÉGICO