ODS 2 - 30/05/2017

Ciclo de Estudos ODS debate sobre segurança alimentar

Evento aconteceu na FAE e contou com a presença de 90 pessoas

Evento reuniu alunos e a comunidade de SJP (Foto: Priscila Vieira)
O terceiro encontro do III Ciclo de Estudos sobre os ODS aconteceu na última segunda-feira (22), na FAE, em São José dos Pinhais. A iniciativa abordou o ODS 2 – Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar, melhorar a nutrição e promover a agricultura sustentável. O evento é uma realização do Sesi PR e Faculdade da Indústria IEL e contou com a parceria da FAE e da Celepar.

Envolvendo os temas segurança alimentar e agricultura sustentável, foram apresentados os indicadores relacionados ao ODS 2, além de três palestras sobre o tema e debate com os participantes.

O diretor do Departamento de Economia Rural, da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento (SEAB), Francisco Carlos Simioni, apresentou dados referentes à produção agrícola no Paraná e as diretrizes estratégicas que o Sistema Estadual de Agricultura adotou para superar desafios da agricultura paranaense. “Para acabar com o problema da fome precisamos equilibrar três fatores chaves: colaboração, educação e menos desperdício”, destacou. De acordo com o diretor, 1/3 do que produzimos vai para o lixo e, portanto, é necessário que desenvolvamos novos modelos de produção para aumentar nosso compromisso ambiental e reduzir o desperdício de alimentos.

Um exemplo de ação para evitar esse desperdício, apresentada pela nutricionista Ana Paula Leitoles Remer, é o Cozinha Brasil. Realizado pelo Sesi, o programa utiliza uma unidade móvel equipada com cozinha experimental e didática para promover ações de educação alimentar e nutricional, ensinando receitas para o aproveitamento integral dos alimentos. “Nosso objetivo é elevar o nível de saúde e qualidade de vida das pessoas por meio de orientações para uma alimentação de alto valor nutricional e de baixo custo”, explica. Para Ana Paula, o programa é definido por três ingredientes muito especiais: economia, qualidade nutricional e saber.

A última palestra abordou o programa Watoto, cujo objetivo é resgatar, crescer e reconstruir uma nação e surgiu em resposta ao enorme número de crianças órfãs e mulheres vulneráveis em Uganda, na África. A advogada Amanda Novak relatou sua experiência voluntária nesse programa, cuja metodologia tem foco nas ecovilas e na agricultura familiar. “Os princípios utilizados nesse programa são os mesmos da economia solidária e do cooperativismo. É a partilha, a colaboração”, relata. “A principal lição dessa experiência é que devemos consumir o que está ao nosso lado. Se o meu vizinho morrer de fome, a culpa é minha também”, completa.

O próximo encontro do Ciclo de Estudos será no dia 07 de junho, às 14h, na SEPT UFPR.

 

Centro Internacional de Formação de Atores Locais - CIFAL Curitiba
Av. Comendador Franco, 1341, Curitiba - PR, Brasil - Telefone: +55 41 3271 7409

PARCEIRO ESTRATÉGICO